previous arrow
next arrow
Shadow
Slider

Palavra do Pastor

‘Mamãe te amo!’

Uma criança, de mais ou menos dez anos, ia todos os dias à praia e escrevia na areia: “Mamãe te amo!”. Depois olhava as ondas do mar apagar as palavras e corria embora, sorrindo. Um velho, meio triste, passeava também, todos os dias, naquele lugar; via o menino fazer aquilo e pensava: “Que bobagem!” Mas um dia, resolveu aproximar-se dele e lhe disse: – Não tem sentido você escrever “Mamãe te amo!” na areia, porque depois as ondas apagam tudo cada vez! Por que não diz logo isso para ela? – A criança levantou e respondeu: – Eu não tenho ...

Leia Mais »

A vida deve ser outra coisa

Dom Pedro José Conti Bispo de Macapá Uma famosa jornalista relata, num dos seus livros, o diálogo que teve, certa noite, com a netinha de cinco anos. A pequena Elizabeth soube que a avó ia viajar, assim decidiu passar a noite na cama com ela. De repente, antes de dormir, a criança perguntou a avó: – A vida o que é? A avó quis buscar palavras que a criança pudesse entender e respondeu: – A vida é o tempo que passa entre o momento que nascemos e o momento que morremos. – Só isso? – insistiu a criança. – Só ...

Leia Mais »

As rosas que não acabavam

Três amigos, bem diferentes entre si, estavam reunidos na casa de um deles, tomando café, quando apareceu um Gênio, como um daqueles dos quais tinham ouvido falar nas fábulas infantis. – Gênio, o que você nos traz? Perguntaram, agradecendo a oportunidade e esperando algo maravilhoso. – Rosas. Respondeu o Gênio. Dito isso, entregou um buquê de rosas para cada um. O que fazer com aquilo? Cada um agiu do seu jeito. O ingrato foi o primeiro a sair, achou que não tinha sorte na vida mesmo e jogou as rosas no lixo. O conformado foi o segundo a sair, sem ...

Leia Mais »

O melhor de todos

Dom Pedro José Conti Bispo de Macapá Um pássaro, um peixe, um coelho e um pato se encontraram na beira do rio e começaram a contar as suas aventuras. Cada um queria mostrar que era o melhor de todos. O pássaro foi o primeiro e disse: – Quando um caçador se aproxima de mim, eu saio voando como um foguete. Num instante desapareço. O peixe comentou em seguida: – Toda vez que eu vejo um pescador, eu nado com a maior destreza. Em segundos, estou num lugar seguro. O coelho, por sua vez, disse: – Quando vejo um caçador chegando, eu, ...

Leia Mais »

O segredo da pessoa feliz

Dom Pedro José Conti Bispo de Macapá Muito anos atrás, num lugar que pode ser o nosso, também, vivia uma pessoa muito feliz. Certo dia, alguém lhe perguntou: – Qual é o segredo de tanta felicidade? O homem respondeu cantando: – Quando estou de pé, quero estar de pé; quando ando, quero andar; quando escuto quero escutar, quando vejo, quero ver; quando bebo, quero beber; quando sonho, ah! mergulho no sonho. Ninguém entendeu nada. – Escute aqui – gritou outro – o que você está nos dizendo a gente também faz. Mas por que você é tão feliz? Ele cantou ...

Leia Mais »

Um concerto inesperado

Dom Pedro José Conti Bispo de Macapá Jorge, desde pequeno, mostrou interesse pela música. A mãe, sempre orgulhosa do filho, fazia de tudo para incentivá-lo. Certo dia, soube, pela televisão, que um grande pianista se apresentaria na cidade e ela logo pensou em levar o garoto. Comprou as entradas e sentou-se na fila marcada, junto ao filho. Uma velha amiga, atrás dela, chamou-a. Ela foi para lá e as duas começaram a conversar. A distração foi suficiente para Jorge sair do assento e andar pelos corredores. Cheio de curiosidade, o garoto viu uma porta na qual estava escrito “Proibida a ...

Leia Mais »